top of page

A Festa da Páscoa

Por Robert D. Heidler – Livro: O Despertar da Igreja de Cristo.


A Festa da Páscoa

Remidos pelo Sangue do Cordeiro!

"Cada um tomará para si um cordeiro... e o guardareis até o décimo quarto dia deste mês, e todo o ajuntamento da congregação... o imolará no crepúsculo da tarde. Tomarão do sangue e o porão em ambas as ombreiras e na verga da porta, nas casas... Naquela noite, comerão a carne assada no fogo; com pães asmos e ervas amargas a comerão... Desta maneira o comereis: lombos cingidos, sandálias nos pés e cajado na mão; come-lo-eis à pressa; é a Páscoa do SENHOR.” — Ex 12:3-14


A primeira festa do SENHOR é a Páscoa. A Páscoa inicia o ciclo anual de DEUS. A Páscoa tem o propósito de nos colocar num caminho que nos leve para mais perto de DEUS e numa nova experiência da Sua glória a cada ano. Na Igreja Primitiva, a Páscoa era considerada a celebração mais importante do ano. DEUS quer que ela seja uma bênção em sua vida também!


Entendendo a Páscoa


É triste dizer, mas hoje muitos cristãos não sabem quase nada sobre a Páscoa. Não sabem o que é nem como celebrá-la. Se você não está familiarizado com a Páscoa, eis aqui um resumo, numa só frase, do que ela é:


"A Páscoa é a celebração do amor e do poder de DEUS em libertar o Seu povo das mãos do inimigo.”


A Páscoa não é para ser somente um ritual religioso ou um feriado um tempo estabelecido por DEUS para que certas OCORRÊNCIAS ESPIRITUAIS aconteçam em nossa vida. É um tempo de:

- Louvar a DEUS por Sua obra de libertação no passado.

- Buscar a DEUS para uma renovada manifestação do Seu poder de libertação.

- Crescer na fé por Sua obra no futuro.


Para os judeus, a Páscoa era a celebração do poder de DEUS que os libertou da escravidão do Egito. Eles haviam estado em cativeiro sob uma forte opressão, mas clamaram e DEUS os libertou através da PÁSCOA. Os cristãos também possuem uma libertação para celebrar! Nós também estivemos num cativeiro, sob a opressão de um inimigo cruel... SATANÁS. A Páscoa é uma figura vívida de como DEUS nos libertou.

Essa palavra vem do hebraico "pesah", que significa "passar por cima", no sentido de "poupar".

Para entender a Páscoa, é bom então perguntar o que foi "poupado" na Páscoa?

A resposta é: os ISRAELITAS foram poupados.

Havia chegado o tempo do JUÍZO de DEUS, que teria atingido a todos. Mas o SENHOR concedeu aos israelitas uma maneira de escaparem. A chave para o resgate deles não estava num exército, não estava em alguma ação grandiosa ou heróica, mas sim num puro e imaculado CORDEIRO.

DEUS instruiu que cada família matasse um cordeiro, drenasse o sangue e colocasse esse sangue nos umbrais das portas de suas casas. Quando o sangue do cordeiro foi colocado nos umbrais das portas, DEUS aceitou a morte daquele cordeiro em lugar dos primogênitos de Israel. Eles foram poupados pelo anjo da morte (literalmente, "foram pulados").

Muitas coisas aconteceram na Páscoa:

- Pelo sangue do cordeiro, Israel foi REDIMIDO!

- O juízo de DEUS foi desviado deles!

- Os deuses do Egito foram julgados e o poder deles foi quebrado!

- Israel foi liberto da opressão e do cativeiro!

- Eles foram libertados para entrarem no gozo das promessas de DEUS!



A Celebração da Páscoa


Uma refeição típica da Páscoa judaica de hoje consiste de vários elementos, cada um designado para recriar o aspecto, os sons, as emoções e até mesmo os sabores da noite da Páscoa original. Os elementos à mesa de uma refeição tradicional de Páscoa geralmente incluem:

  • O chazeret, um "vegetal amargo" (mencionado em Números 9:11), uma lembrança da amargura da escravidão.

  • A coxa de um cordeiro para representar "o Cordeiro que foi sacrificado”.

  • A karpas, ou salsinha, geralmente imersa em água salgada e depois ingerida, para recordar o "gosto salgado das lágrimas" derramadas pelos escravos israelitas.

  • O haroset (uma mistura de maçãs com canela) representando o "cimento ou argila" usado pelos israelitas no tempo da escravidão.

  • Os merorim ou "ervas amargas" (geralmente rábano silvestre). O gosto amargo traz lágrimas aos olhos e é, novamente, uma lembrança da "amargura da escravidão”.

  • Um ovo cozido, incluído como símbolo do luto.

Esses elementos numa típica celebração da Páscoa têm o propósito de levar-nos de volta no tempo e REVIVER o milagre de DEUS. Quando vemos e saboreamos esses elementos, lembramo-nos da crueldade e do sofrimento que foi a escravidão no Egito. Experimentamos a amargura da opressão, mas então nos lembramos de que Deus nos trouxe a libertação. Pelo sangue do Cordeiro, Ele libertou o Seu povo! Pelo seu grande poder, Israel tornou-se o povo de DEUS!


A Páscoa é uma celebração muito significativa para os judeus, mas também o é para os cristãos.



POR QUE a Páscoa é importante para nós?


A Páscoa é importante para nós, cristãos, por várias razões:

  1. É importante para nós, porque estamos espiritualmente unidos com Israel. Romanos 11:17 diz que, quando viemos para Yeshua, fomos enxertados em Israel e participamos de todas as bênçãos que DEUS lhes deu. Efésios 2:12-13 afirma que outrora estávamos "separados da comunidade de Israel", mas que agora somos cidadãos do mesmo tipo que eles. Nós nos unimos com os judeus na celebração da Páscoa, porque somos espiritualmente unidos com eles

  2. A Páscoa é importante, porque é parte do plano da salvação de DEUS para nós. Se não fosse a Páscoa, os judeus teriam morrido como escravos no Egito. Yeshua poderia não ter nascido e, assim, não haveria salvação para nós. Nosso fim seria o inferno!

  3. A Páscoa é importante, porque DEUS estabeleceu a Páscoa para ser uma celebração de Yeshua. Em 1 Coríntios 5:7 está escrito: “Cristo, nosso Cordeiro pascal". DEUS poderia ter feito Yeshua morrer em qualquer época do ano, mas preferiu que Yeshua morresse na Páscoa. DEUS escolheu a Páscoa, porque a Páscoa nos foi dada para nos ensinar sobre Yeshua. Através da Páscoa podemos entender o que foi realizado pela morte de Yeshua.

A Páscoa é totalmente a respeito de Yeshua!

  • Ele veio como o Cordeiro de DEUS.

  • O Seu sangue nos redimiu.

  • Por Sua morte, o juízo de DEUS foi desviado de nós e o poder do inimigo foi quebrado.

  • Fomos libertos da escravidão e da opressão.

  • Fomos libertos para participar da promessa de DEUS.

Tudo na Páscoa representa Yeshua! Cada um de seus elementos aponta para Yeshua!


Imagine em sua mente o que aconteceu na noite da Páscoa original: em obediência à ordem de DEUS, o pai da casa colocou o sangue do Cordeiro pascal numa tigela. Ele foi até à porta da frente da casa, molhou um ramo de hissopo no sangue e o aplicou primeiro nos dois lados da porta. Em seguida ele molhou o hissopo no sangue novamente e tocou na parte de cima do batente, onde também aplicou o sangue.


Agora pare e pense sobre o que está acontecendo. Primeiro o pai movimenta o hissopo de um lado para o outro para aplicar o sangue nos dois batentes da porta. Ele então abaixa o hissopo na tigela e toca o batente acima da sua cabeça para aplicar o sangue. Você pode perceber o que o pai israelita está fazendo na porta à frente de sua casa? É um gesto que você provavelmente já tenha visto os católicos romanos fazerem quando rezam. Na Páscoa, todo pai em Israel fez o sinal da cruz com o sangue do Cordeiro! Que imagem surpreendente de Yeshua! A libertação de DEUS SEMPRE vem pela Sua cruz e pelo Seu sangue!


Através da Páscoa, os judeus tornaram-se povo de DEUS. Mas nós também nos tornamos povo de DEUS através da Páscoa!


A mensagem da Páscoa

Uma das mais fortes confissões de fé que você pode fazer é a seguinte:


"Sou remido pelo sangue do Cordeiro e estou fora do alcance das mãos do inimigo."

Lembro-me de ouvir Derek Prince compartilhar que, ao ministrar crentes para libertação, ele constantemente os levava a fazer essa declaração. Uma vez que eles declarassem, com fé: "Sou remido pelo sangue do Cordeiro e estou fora do alcance das mãos do inimigo!” – isso era sempre o suficiente para quebrar o poder das forças demoníacas na vida desses irmãos!

Esta é a mensagem da Páscoa! A mensagem da Páscoa é resumida nesta frase, tão especial: "Sou remido pelo sangue do Cordeiro e estou fora do alcance das mãos do inimigo!". Israel sabia o que significava ser liberto pelo sangue do Cordeiro! Na Páscoa, DEUS quer que você viva essa realidade também.

DEUS quer que você experimente a realidade da libertação que Ele proporcionou a você. É o tempo de agradecer a DEUS pela libertação que Ele deu a você no passado. É também o tempo para entrar nessa libertação agora em todas as áreas da sua vida. Em 1 Coríntios 5:7-8 está escrito: "Cristo, nosso Cordeiro pascal, foi sacrificado. Por isso, celebremos a festa...". A Páscoa é uma celebração da libertação!


Preparando-se para a Páscoa


Ao estudarmos como a Páscoa era celebrada, a primeira coisa a se notar é que havia um tempo especial para a sua preparação. Antes de celebrá-la, eles tinham que limpar a casa de toda impureza. Hoje isso ainda é observado nas moradias judaicas de judeus praticantes. Toda mulher judia diligentemente examina sua casa, verificando em toda prateleira, em toda gaveta e em todo armário se não há nenhum resto de fermento. (O fermento geralmente simboliza o pecado e a impureza). Se algum fermento (impureza) é achado, ele é removido antes do início da celebração da Páscoa.

Isso é válido para nós hoje em dia. Antes de experimentarmos a libertação de DEUS, é importante verificarmos nossa casa e remover as impurezas.

DEUS sempre quis que essa quebra anual de opressão demoníaca fizesse parte de seu ciclo de vida!


Aqui estão algumas sugestões para preparação de sua casa para a Páscoa:

  • Dedique a sua casa ao SENHOR. Ore convidando a Presença de DEUS para a sua casa. Peça que o SENHOR use sua casa para Seus propósitos.

  • Faça um inventário espiritual de sua casa. Peça ao SENHOR que dê discernimento a você ao observar tudo o que você tem. Caminhe por toda a casa, cômodo por cômodo, e deixe que o Espírito Santo mostre qualquer objeto que não deveria estar em sua casa. Verifique principalmente o seguinte:

    • Objetos que representem falsos deuses;

    • Objetos usados em cultos pagãos, em práticas de ocultismo e de bruxaria;

    • Objetos que exaltem ou promovam o mal;

    • Objetos relacionados com pecados passados;

    • Objetos que tenham se tornado ídolos em sua vida.

  • Limpe sua casa de objetos abomináveis. Deuteronômio 7:25 diz que tais objetos devem ser destruídos pelo fogo. Pegue o que pode ser queimado e queime tudo num lugar apropriado. O que não for combustível passe pelo fogo (como um ato simbólico de obediência) e então o destrua da forma mais apropriada, amassando ou jogando fora, de algum modo. NOTA: Se você é casado, não remova os itens que pertencem ao seu cônjuge; o mesmo se aplica se você é solteiro e tem um companheiro de quarto. Não destrua, sem permissão, os materiais que não lhe pertencem.

  • Peça perdão. Ao destruir os objetos, renuncie qualquer participação sua ou que sua família tenha tido com eles, e peça perdão ao SENHOR.

  • Purifique espiritualmente toda a casa e a parte externa. Ande por sua casa e arrependa-se por qualquer pecado conhecido que tenha sido cometido em cada cômodo. Ore para que o SENHOR cure qualquer trauma causado por tormento de forças demoníacas em sua casa. Ore também com respeito à parte externa da casa (quintal).

  • Consagre toda a sua propriedade ao SENHOR e ao Seu serviço. Declare Josué 24:15 com respeito à sua casa: "Eu e a minha casa serviremos ao SENHOR”.

  • Encha sua casa de glória. Celebre a santa ceia em sua casa como família. Cante louvores e ore. Dê testemunho de tudo de bom que DEUS já fez a você. Declare a Palavra. Leia salmos em voz alta. Toque canções de louvor. Faça com que o ambiente da sua casa reflita a glória de DEUS. Cultive um sentimento de esperança no seu lar. Recuse qualquer influência que possa apagar o brilho da glória de DEUS. Tendo removido toda contaminação espiritual, declare bênçãos sobre a sua casa e convide a presença de DEUS para enchê-la!

Celebrando a Páscoa


Não há uma forma "correta" de se celebrar a Páscoa. O objetivo principal é lembrar a grandiosidade da libertação de Deus. No final desta parte, incluí um pequeno roteiro para se realizar um culto de Páscoa com ceia pascal, quer em família, quer no contexto de um pequeno grupo. Sinta-se livre para fazer cópias desse roteiro e usá-lo em sua celebração se assim você o desejar.

Ao terminar sua celebração da Páscoa, não deixe de agradecer a DEUS por você ter sido redimido de todo velho ciclo de vida, pelo cativeiro ter sido rompido e porque você foi liberto pelo sangue do Cordeiro para participar das promessas de DEUS!

Autoria Robert D. Heidler. Trecho extraído do livro "O Despertar da Igreja de Cristo”, Apêndice Três: Celebrando as Festas Bíblicas.

bottom of page